O Encontro SEMBA SAMBA acontece em:

4 a 6 de novembro de 2015

Programação

Inscreva-se, divulgue, compartilhe. Acesse nosso canal no YOU TUBE

Semba Samba no You Tube

Adriana Facina

4 de novembro de 2015 – Quarta-feira

Cerimonia de Abertura

Local: Memorial Municipal Getulio Vargas (praça Luis de Camões, Glória, Rio de Janeiro)

18:30 h – Abertura

19h00 h – Falas das autoridades

19:30 h – Apresentação Musical
Alfredo Del Penho
Sergio Zola Star Trio

20:00 h – Coquetel, com fundo musical brasileiro e angolano

21:30 h – Encerramento

Alberto Vasconcellos da Costa e Silva

Programação das mesas de palestras e debates, dias 5 e 6 de novembro – Palacio Itamaraty, Av. Mal. Floriano, 196 - Centro, Rio de Janeiro

Os tópicos relativos a cada mesa são temáticas gerais, em torno das quais se darão as palestras e os debates

5 de novembro de 2015Quinta feira

Palestra de abertura - 9h00 - Reconhecimento da Independência de Angola pelo Brasil

Palestrante: Embaixador Sérgio Eduardo Moreira Lima, Presidente da Fundação Alexandre de Gusmão – FUNAG

Abertura das mesas – 9h30 - Jose Sergio Leite Lopes (CBAE, PPGAS, UFRJ)

MESA 1 – SAMBA - 10:00 - 12:15

    Raízes africanas de traços culturais brasileiros

    A África no Brasil, ou a África brasileira

    O Brasil na África

    A invenção do samba

Palestrantes: Embaixador Alberto da Costa Silva, Leonardo Santana (UFRJ), Henrique Cazes (Escola de Musica, UFRJ), Nilton Santos (UFF)

Mediadora/Debatedora: Sônia Giacomini (PUC-Rio)

 

12:15 -13:15 – Almoço

Alberto Vasconcellos da Costa e Silva

MESA 2 – SEMBA - 13:15 - 15:30

    O surgimento da música urbana angolana e a luta pela independência

    A música brasileira em Angola colonia

    O “caldeirão” musical do semba

    Semba de Luanda e identidade angolana

Palestrantes: Nuno Porto, Dionísio Rocha (Angola), pesquisador Jomo Fortunato (Angola), Luena Pereira (UFRRJ)

Mediador/Debatedor: Ricardo Vilas (UFRJ)

 

15h30 – 15:45 – Coffee Break

Alberto Vasconcellos da Costa e Silva

MESA 3 – MÚSICA, POLÍTICA E IDENTIDADE - 15:45 - 18:15

    Luso tropicalismo X Angolanidade

    Angola independente: o Estado Socialista Angolano e a música popular

    A Rádio Nacional de Angola / A Rádio Nacional (Brasil)

    A patrimonialização da musica popular

Palestrantes: Filipe Zau (Reitor UNIAngola), Sebastião Lino (Radio Nacional de Angola), Amanda Palomo Alves (UFF)

Mediador/Debatedor: Wagner Chaves (IFCS, UFRJ)

Antônio Sebastião Lino

6 de novembro de 2015 – Sexta feira

Abertura das mesas – 9h30 - Tatiana Bacal

MESA 4 - ANGOLA, BRASIL: SÉCULO XXI - 10:00 - 12:30

    Angola Século 21; fim da guerra civil; altas taxas de crescimento diversificação de parceiros econômicos

    Comunicação de massa

    Emancipação econômica, emancipação cultural

    Brasil século 21 – políticas africanas; disputa de mercado

Palestrantes: jornalista Franklin Martins, Filipe Zau (Reitor UNIAngola), Leandro Mendonça (UFF)

Mediadora/Debatedora: Ana Celia Castro (UFRJ)

 

12:30 - 14:00 – Almoço

Antônio Sebastião Lino

MESA 5 - NOVAS MÚSICAS - 14h00 - 17:30

    A economia de mercado e música popular

    O semba enquanto expressão da angolanidade – música de Kota ou música nacional?

    O samba enquanto expressão da brasilidade - musica de velha geração ?

    As novas músicas e o texto

    Paralelos musicais e comportamentais de periferias urbanas: Brasil, Angola, Mundo

    Kizomba, Kuduro x Pagode, Funk, axé...

    Hip hop, rap

Palestrantes: jornalista Hugo Sukman, Adriana Facina (UFRJ) , Dionísio Rocha (Angola), Sebastião Lino (RNA), pesquisador Jomo Fortunato (Angola)

Mediadora/Debatedora: Heloisa Buarque de Holanda (UFRJ)

Organizadores Institucionais e Apoiadores

Patrocinadores